O CAMINHO DO CORAÇÃO

A santidade não começa com uma vida moral rigorosa, mas sim com o assentimento dado pelo intelecto à fé, ou seja, deve-se crer antes de tudo, e crê-se através do uso correto da razão.

Mas isto não é o suficiente.

A santidade deve passar do plano intelectual ao afetivo. Com o exercício da caridade – do amor –, o cristão chega ao centro da vida religiosa, à essência da relação entre Deus e os homens. A imagem do Sagrado Coração de Jesus mostra o Filho de Deus indicando o coração como o verdadeiro caminho oferecido pelo Senhor às criaturas.

Quando esse ponto foi atingido, consequentemente, uma vida moral rigorosa pode ser alcançada com naturalidade, sem qualquer fator coercitivo. Do alto até o ponto inferior, da cabeça – intelecto – aos rins – símbolo da castidade –, esse movimento descendente exemplifica a ação de Deus sobre os homens, ação que se inicia no plano celeste e desce até as limitações terrenas dos indivíduos.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo